CINEDEBATE: RACISMO

cine debate racismo
Vivemos em uma sociedade marcada por enormes discrepâncias sociais, econômicas, e culturais. É possível falar de, no mínimo, duas realidades distintas, diversas de fato em seus hábitos, suas experiências de vida, seus parâmetros e referenciais. Essa dualidade ilustrada por este conhecido dito popular é o cerne da discussão ensejada por esse encontro, que conta também com a exibição do documentário "Menino 23", de Belisario Franca.

O filme aborda o caso de cinquenta meninos negros que, em 1930, foram levados de um orfanato no Rio de Janeiro para uma fazenda  e submetidos a trabalho escravo por uma família que fazia parte da elite política e econômica do país, e que não escondia sua simpatia pelo ideário nazista. Os meninos passaram a ser identificados por números, como é o caso de Aloízio Silva (o "menino 23"), sobrevivente dessa tragédia e presente no filme.

Marisa Corrêa da Silva, graduada em medicina pela UFRJ trabalhou como médica fisiatra no Hospital e Instituição de Reabilitação e Atendimento à Saúde do Trabalhador no Rio de Janeiro. Doutora em Biomecânica pela Universidade Livre (FU) Berlim - Alemanha. Fez Residência médica título de Psiquiatria, Psicoterapia e Medicina Psicossomática – Universidade Livre (FU) Berlim. Sidney Aguilar Filho, bacharel em História pela Universidade de São Paulo (1991), Licenciatura em História pela Universidade de São Paulo (1992), Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2002).

Domingo (10/02)
15 hrs
SESC Pinheiros 
R. Clélia, 93 - Água Branca
Sala 01 das Oficinas de Criatividade

Inscrições com 30min. de antecedência na Loja Sesc. 

Vagas limitadas.


Edições anteriores
Envie seu evento
Conheça nossos pontos de distribuição
Quem Somos
Entre em contato
Marca da Agenda
Expediente
                       
               Patrocínio Apoio Realização
     
 Fundação Casa  Itaú Cultural