Slam do Fluxo: Conheça a história dos vencedores do II Campeonato de Slam

fluxo texto2

 

Um evento que reuniu alguns dos melhores esportistas da poesia. Esse é um bom resumo do que foi o II Campeonato de Slam, que ocorreu dentro do Estéticas das Periferias 2018. Após os dois dias de batalhas, dentro da Casa das Rosas, o jovem grupo “Slam Fluxo” foi consagrado campeão.

Em uma entrevista respondida coletivamente pelos três integrantes do grupo: Edson Lima, Gil Douglas e Yasmin Ribeiro, o Slam Fluxo conta um pouco da sua história e da sensação de ganhar o título, bem como fala dos planos para o futuro.

Para além da importância do troféu, celebram a importância do slam de, funcionando como um jogo, permite o compartilhamento de experiências e ideias que vem ocupando os espaços públicos de São Paulo.


Com a palavra o: Campeão do II Campeonato de Slam
Acreditamos que esse título para um grupo periférico de um slam itinerante que ocupa principalmente o centro de São Paulo, possibilita a expansão de nossas ações, além de fomentar a essência do Slam Fluxo que é a do jogo, do compartilhamento de experiências e ideias, e o mais importante, que é fomentar minimamente os poetas e as poetas que conquistam o título de vencedorxs.

Como vocês se organizam? Há quanto tempo existe o Slam Fluxo? O Slam Fluxo nasce em Janeiro de 2017, com idealização de Mariana Felix, em Maio do mesmo ano passa a ser organizado e repaginado por Edson Lima e Gil Douglas, em seguida compõem o grupo Gabriela Bigo e Yasmin Ribeiro. Atualmente a organização é composta por 3 pessoas, Edson Lima, Gil Douglas e Yasmin Ribeiro. Durante as edições nos dividimos de acordo com as necessidades, e não possuímos uma função especifica.

Como funciona o sistema de notas?
O formato de nota não se apresenta numericamente, são cores (vermelho, amarelo e verde), estabelecidas basicamente como um semáfora. O vermelho é a nota maior, como se fosse uma nota 10. O amarelo, uma nota mediana. E o verde a menor nota. São escolhidos 5 jurados na plateia a partir do público que está assistindo o MIC aberto e/ou atração do dia que antecede o início do slam, pessoas que não costumam participar dos circuitos de saraus e slams.
Cada jurado, na primeira rodada, recebe 15 placas, sendo elas 3 vermelhas, 7 amarelas e 5 verdes. Quando o jurado apresenta a nota no fim da poesia, um dos organizadores, pega essa nota e contabiliza quantas cores cada concorrente recebeu. O Slam Fluxo possui um jogo entrelinhas, ele faz com que o jurado fuja do corriqueiro “10 para todos”, a ideia é democratizar as notas afastando-as da ideia de números. Depois de contabilizada a votação da primeira rodada, saem os 5 finalistas e novamente os jurados recebem as placas de votação, sendo nesta rodada 5 placas, 2 vermelhas, 1 amarela e 2 verdes. Quem recebe o maior número de notas vermelhas, é o vencedor do slam, ganhando livros e fanzines para contribuir para suas criações, além do título de vencedor daquele mês.

fluxo textoSe aprende fazer slam ou se nasce um slammer?
O slam é uma ação muito nova no Brasil ainda, percebemos que a adaptação está acontecendo de uma forma sinérgica junto às necessidades das vozes periféricas

Hoje, os saraus fazem parte do cenário das periferias paulistanas. Os slammers estão são cada vez mais comuns. A relação arte e periferia é um “caminho sem volta”?
Na verdade, arte e periferia sempre foram sinônimos, o slam é só mais um canal sendo criado, dando poder à oralidade periférica.

Todo campeão, traça metas, objetivos...planos… quais os próximos passos do “Slam Fluxo”?
Iremos manter nossas atividades, com o objetivo de fomentar as poetas e os poetas que participam junto conosco e fortalecem nosso trabalho. Nossa caminhada continua junto aos fluxos de SP. Aproveitamos para agradecer a Emerson Alcalde pelo convite em participar desse campeonato. E nossa sincera admiração e gratidão de sempre a Cleiton Mendes e Felipe Marinho, vencedores deste II Campeonato de Slam, e parceiros do Slam Fluxo em várias outras ações.


Edições anteriores
Envie seu evento
Conheça nossos pontos de distribuição
Quem Somos
Entre em contato
Marca da Agenda
Expediente
                       
               Patrocínio Apoio Realização
     
 Fundação Casa  Itaú Cultural