MANIFESTO ARRASTÃO DOS BLOCOS | CARNAVAL 2019


13221536 1086601981412474 4578092903286739013 n

O crescimento do carnaval do São Paulo vem produzindo números incríveis nos últimos anos. Só em 2018, de acordo com estimativas da prefeitura, foram mais de 12 milhões de foliões durante o mês de fevereiro. A estimativa é que a capital paulista seja a cidade com mais pessoas comemorando a festa. Contudo, os gradiosos números não significam a alegria de todos.

Grupos, blocos e coletivos tradicionais e populares lançaram um manifesto cobrando o poder público municipal quanto as medidas que estariam aumentando a burocracia, impedindo que características históricas do carnaval consigam manter-se vivas e dando o tom de um carnaval popular e de rua.

MANIFESTO ARRASTÃO DOS BLOCOS | CARNAVAL 2019

na louca história do brasil , chegamos : 2019.
as ruas de são paulo pulsam.
movimentos, lutas, carnavais.
nós estamos aqui:
batucando, cantando, dançando, colorindo. 
para libertar os corpos
de tudo que nos prende na dura cidade
e ganhar fôlego
para sobreviver até o próximo ano

fazemos carnaval para ser mais e mais mulheres que marcham em março
trans, lê, gê, bê, tê, quê resistem mais um dia cada dia mais
cortejo que cria memória por mais uma vida negra que se foi.

nós fazemos carnaval
e observamos assombradas
as tentativas de mercantilizar, burocratizar e encaixotar
nossa manifestação cultural ancestral, espontânea e livre.

carnaval não é serviço que se vende. 
carnaval é cultura que se produz,
é escola de vida, coletivo, amizade e alegria.
quando desfilamos há celebração e harmonia. 
o ódio e a violência marcham com soldados de coturno
e armas na mão.

nós fazemos carnaval
e não há senhor, dono ou patrão,
de terno e gravata ou camisa pólo
que nos impedirá de fazê-lo.

somos indomesticáveis.
somos de rua.

nós fazemos carnaval e pregamos:
cuidemos do carnaval, das ruas, da cidade, do planeta.
cuidemos da gente, de cada bloco desse nosso arrastão.
os tempos estão difíceis.
mas, no cortejo da história, resistiremos em amor e festa.

assinam:
Vai Quem Quer
Jegue Elétrico
Água Preta
Agora Vai
Bloco da Terreirada Cearense 
Bloco do Pequeno Burguês 
Ilu Obá de Min
João Capota na Alves 
Broco da Burocra
Bloco 279
Eu Acho É Coco
Saia de Chita
Quem Tem Boca Vaia Roma
Erê Tantã - o bloco do brincar
Blokokê 
Cordão do Jamelão
Cordão do Bule
Bloco Jah É 
Carimbloco
Bloco Cecílias e Buarques
Filhas de Lua
Zélia, Cássia, Rita, Carolina e Todas as Minas
Obscênicas
Acadêmicos da URSAL
Bloco Cobra Criada
Bloco Skaravana
O Ano Passado Eu Morri, Mas Esse Ano Não Morro
Acadêmicos da Cerca Frango
Macaco Cansado
Bloco Sem Medo e Sem Vergonha 
Desbundas Artes
Cacique Jaraguá
Pimentas
Bloco Me Lembra Que Eu Vou
Filhos de Glande
Bloco Bastardo
Filhos da Santa
Cordão Cheiroso
Mana Bloca
Bloco do Fuá 
Charanga do França
Te Pego No Cantinho
Bloco Mascarados
Nu Vuco Vuco
Bloco Unidos do Acarajé
Pitbull Banguela
Bloco do Baião 
Bloco Arrianu Suassunga
Treme Treme
Escola de Sampa
Bateria Bela Brisa
Brupo de Maracatu Bloco de Pedra
Bloco Marquei de Combinar
Bloco Pirata
Bloco Preto Zumbiido Afropercussivo
Bloco Filhos de Gil
Bloco da Ursal
Bloco da Abolição
Baco do Parangolé
Blocolândia

para adesões : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


Edições anteriores
Envie seu evento
Conheça nossos pontos de distribuição
Quem Somos
Entre em contato
Marca da Agenda
Expediente
                       
               Patrocínio Apoio Realização
     
 Fundação Casa  Itaú Cultural