Ato Artístico Coletivo reafirma a luta para transformar fábrica abandonada em espaço cultural no bairro de Perus

423572 3537564486575 1534590806 n

Próximo de completar 30 anos sem funcionamento, a antiga Fábrica de Cimento do bairro do Perus, zona norte de São Paulo, inspira a edição 2015 do Ato Artístico Coletivo Cimento Perus. A semana cultural, que começa no dia 24 e vai até 29 Agosto, oferecendo uma série de atividades artísticas, as quais marcam mais um momento da luta política, cultural e social pela transformação do prédio desativado em um Centro de Cultura e Memória do Trabalhador.

 

Com apresentações teatrais, shows, sarau, cinema, dança e debates, o Ato é construído pelo Grupo Pandora de Teatro em parceria com o Movimento pela Reapropriação da Fábrica de Cimento de Perus e o CEU Perus. Em conversa com o Agenda da Periferia, Thalita Duarte, do Pandora, explica que, desde 2012, eles realizam atividades culturais com o objetivo de estimular o debate entorno da reapropriação do espaço efomento artístico da região.

 

“O Ato Artístico faz parte de uma construção coletiva. Este é um trabalho em prol da cultura do bairro, queremos um espaço para fazer cultura e a forma como encontramos para fazer isso, é estimulando a consolidação de um Território Cultural no bairro, afirma Thalita.

 

Ela conta que, nesta edição, a linguagem teatral é que dá o tom da semana. “Ano passado teve grandes shows, como o da banda Aláfia. Agora, em 2015, demos ênfase maior para a linguagem teatral, que é o foco do trabalho do Grupo Pandora, e convidamos outros coletivos teatrais para dialogar conosco”.

 

De acordo com Thalita, o Movimento realiza um trabalho de “grão em grão” para transformação do antigo prédio em um espaço cultural, sendo Ato Artístico um dos momentos mais importantes deste trabalho. “O Ato é importante porque envolve muita gente, dá visibilidade. Desde que iniciamos essa luta, fazemos reuniões mensais com os membros dos coletivos, visitamos escolas, conversamos com os alunos. Issoajudou a conquistar o apoio da população e também construir um diálogo com a prefeitura”, observa.

 

Além das iniciativas culturais, no sábado 29/8 às 9h30 ocorre “Audiência Pública da Câmara Municipal” de São Paulo para tratar da revisão da Lei de Zoneamento do município, com especial interesse ao território da Fábrica de Cimento Portland Perus, no Teatro do CEU Perus. Ainda no sábado às 15h, o Movimento pela Reapropriação da Fábrica de Cimento realiza aula pública na Praça Inácio Dias.

 

Teatro Infantil

Com uma programação recheada de espetáculos teatrais, o público infantil contará com peças do Grupo Sobrevento que apresenta “A cortina da babá” no dia 24/08 e “O Anjo e a Princesa” no dia 25/08 sempre às 15h no Teatro CEU Perus; do coletivo Buzum!, grupo de teatro ambulante que realiza apresentações no CEU Perus nos dia 25/8 e 26/08 sempre às 10h20 e às 15h20; da Cia Arthur Arnaldo que traz o espetáculo “Os pés murchos x Os cabeças de bagre” na quinta-feira 27/08 às 15h; além do Buraco D’ Oráculo que apresenta o espetáculo de rua “O Cuscuz Fedegoso” no dia 28/08 às 15h, na Praça Inácio Dias.

 

Teatro Adulto

Jesushomem by Luh Silva 2015 74

O público adolescente e adulto também terão programação garantida. Na segunda-feira, 24/8, o Grupo Pandora de Teatro traz o espetáculo “Jesus-Homem”, adaptação da obra de Plínio Marcos, no Teatro CEU Perus. Na terça-feira, 25/8, às 9h, acontece a oficina “Poéticas do Absurdo” na sede do Grupo Pandora, que se repete também na quinta-feira, 27 de agosto, em mesmo horário. No 3º dia do evento 26/8 quarta-feira, às 15h o Grupo Pandora realiza a mostra do processo teatral “Ricardo III está cancelada”, na sede do grupo. Ainda no dia 26 de agosto, às 20h, no teatro CEU Perus, a Cia. Livre apresenta a peça “Maria que virou João ou a Força da Imaginação”, que faz uma discussão da temática de gênero. Na sexta-feira, 28/8, o grupo Tapa apresenta "As Viúvas" no Teatro CEU Perus.

 

Artes plásticas

Na quinta-feira, 27/8, acontece ateliê aberto “Artes Integradas", com Waldiael Braz no CEU Perus, às 15h e no sábado, 29/8, a Casa das Crioulas realiza intervenção de Mosaico na Praça Inácio Dias, a partir das 10h.

 

Dança e Música

Na terça-feira, 25/8, a Orquestra Filarmônica melhoramentos Caieiras e o cantor Charlis Abraão apresentam “Raul sem Conserto”, que traz a vida do cantor Raul Seixas como pano de fundo. Na quinta-feira, 27/8, grupos do Projeto Vocacional realizam uma Mostra de Dança no CEU Perus, às 19h. No sábado, a programação estará repleta de dança e músicas em variados estilos: às 15h, Hip Hop Naação se apresenta no Teatro CEU Perus; às 16h, os tambores da Comunidade Cultural Quilombaque fazem apresentação na Praça Inácio Dias e às 19h, o Bloco Afro Ilu Obá de Min encerra o Ato Artístico Coletivo Cimento Perus com apresentação do espetáculo “Carolina Maria de Jesus – Sagrado coração da Favela”.

 

Cinema

Na quinta-feira, 27/8, às 20h, o Pandora realiza o CinePandora “Produção Audiovisual e Políticas Públicas” com exibição da animação “O Fim é o Começo”, do longa-metragem “Um Salve Doutor” e do documentário “Periferia é o Centro – 10 anos do VAI” e participação do cineasta Rodrigo Campos, na Sede Grupo Pandora.

 

Literatura e lançamento do livro “Queixadas – por trás dos 7 anos de greve”

Na sexta-feira, 28/8, às 20h rola o lançamento do livro “Queixadas – por trás dos sete anos de greve”, escrito pelas jornalistas Larissa Gould e Jéssica Moreira, que contam a história da greve da Fábrica de Cimento de Perus que perdurou 7 anos em plena ditadura militar. As autoras entrevistaram ex-operários, moradores, filhos, viúvas e netos dos sindicalistas conhecidos como Queixadas.

 

por Paulo Pastor Monteiro


Confira a programação completa:

 

1º DIA – 24 DE AGOSTO (SEGUNDA-FEIRA)

10h – DEBATE “Memória e Resistência” / Biblioteca Pe. José de Anchieta

15h – TEATRO “A cortina da babá” com Grupo Sobrevento / CEU Perus

20h – TEATRO "Jesus-Homem” com Grupo Pandora de Teatro/ CEU Perus

 

2º DIA – 25 DE AGOSTO (TERÇA-FEIRA)

09h – OFICINA de teatro “Poéticas do Absurdo” / Sede Grupo Pandora

10h20 – TEATRO “BuZum!” teatro de bonecos ambulante / CEU Perus

15h – TEATRO “O anjo e a princesa” com Grupo Sobrevento/ CEU Perus

15h20 – TEATRO “BuZum!” teatro de bonecos ambulante / CEU Perus

20h – MÚSICA “Raul Sem Conserto” com Orquestra Filarmônica Melhoramentos Caieiras e Charlis Abraão / CEU Perus

 

3º DIA – 26 DE AGOSTO (QUARTA-FEIRA)

10h – DEBATE “Memória e Resistência” / Biblioteca Pe. José de Anchieta

10h20 – TEATRO “BuZum!” teatro de bonecos ambulante / CEU Perus

15h – TEATRO mostra de processo “Ricardo III está cancelada” com Grupo Pandora de Teatro / Sede Grupo Pandora

15h20 – TEATRO “BuZum!” teatro de bonecos ambulante / CEU Perus

20h – TEATRO “Maria que Virou Jonas ou A Força da Imaginação” com Cia. Livre / CEU Perus

 

4º DIA – 27 DE AGOSTO (QUINTA-FEIRA)

9h – OFICINA de teatro “Poéticas do Absurdo” / Sede Grupo Pandora

15h – TEATRO “Os pés murchos x Os cabeças de bagre” com Cia. Arthur Arnaldo / CEU Perus

19h – DANÇA Mostra de “Dança Vocacional” / CEU Perus

20h – CINEMA/DEBATE CinePandora: “Produção Audiovisual e políticas públicas” serão exibidos: “O Fim é o Começo” do Graffiti com Pipoca, “Um Salve Doutor” do Marginaliaria e “Periferia é o Centro – 10 anos do VAI”, seguido de debate com Rodrigo Campos / Sede Grupo Pandora

 

5º DIA – 28 DE AGOSTO (SEXTA-FEIRA)

15h – OFICINA “Ateliê aberto” com Waldiael Braz / CEU Perus

15h – TEATRO “O cuscuz fedegoso” c/ Buraco D’ Oráculo / Pç. Inácio Dias

19h – TEATRO “As Viúvas” com Grupo Tapa / CEU Perus

20h – LITERATURA “Sarau D’ Quilo” da Comunidade Cultural Quilombaque com o lançamento do livro “Queixadas – por trás dos 7 anos de Greve”, de Larissa Gould e Jéssica Moreira / Biblioteca Pe. José de Anchieta

 

6º DIA – 29 DE AGOSTO (SÁBADO)

9h30 – DEBATE “Audiência pública da Camara Municipal - Lei de Zoneamento" / CEU Perus

10h – INTERVENÇÃO Mosaico com “Casa das Criolas" / Praça Inácio Dias

14h – INTERVENÇÃO com “Coletivo Bagaceira" / Praça Inácio Dias

15h – MÚSICA “Hip Hop Naacão" / CEU Perus

15h – OFICINA - “Aula aberta" com o Movimento pela Reapropriação da Fábrica de Cimento de Perus / Praça Inácio Dias

16h – MÚSICA “Comunidade Cultural Quilombaque" / Praça Inácio Dias

19h – MÚSICA/DANÇA “Carolina Maria de Jesus – Sagrado coração da favela” com BLOCO AFRO ILU OBÁ DE MIN / Praça Inácio Dias

Locais:

Biblioteca Municipal Padre José de Anchieta, Rua Antônio Maia, 651. Perus

CEU Perus, Rua Bernardo José Lorena, s/n. Perus

Sede do Grupo Pandora de Teatro, Rua Padre Manuel Campello, 180. Perus

Praça Inácio Dias, Perus, em frente a estação de trem de Perus da CPTM Linha 7- Rubi).

Mais informações acesse: http://grupopandora.blogspot.com.br/


Edições anteriores
Envie seu evento
Conheça nossos pontos de distribuição
Quem Somos
Entre em contato
Marca da Agenda
Expediente
                       
               Patrocínio Apoio Realização
     
logo casasbahiaviavarejo Fundação Casa  Itaú Cultural