1º Festival Raquel Trindade: “A continuidade natural da arte em uma família”

30738889 1923956544345582 505786446972452864 n

“Mais ou menos como aquelas famílias de milionários que, quando nasce, o cara já está rico!”. A frase de Vitor Trindade explica, com bom humor, o enorme potencial cultural presente nas gerações da família Trindade. A Agenda da Periferia conversou com Vitor, atual presidente do Teatro Popular Solano Trindade, por ocasião de mais um evento de demonstração da riqueza dessa família: o “Primeiro Festival Raquel Trindade” que acontece nesse sábado, 10 de agosto.

Vitor, que é o filho mais velho de Raquel Trindade, explica que a data foi escolhida porquê é o dia de nascimento de sua mãe, a qual faleceu em 2018. O festival conta com a participação de diversos parceiros e artistas das mais diferentes áreas e linguagens, há uma presença forte do maracatu porque essa era “brincadeira preferida” da homenageada.

Além de falar do festival, Vitor conta um pouco da história da sua família e alguns detalhes da forte ligação deles com a arte.

Qual o significado, o que representa fazer esse festival?

O festival além de comemorar os 83 anos de Raquel Trindade, promove a idéia de manutenção da cultura afrobrasileira  e do legado de Solano, Margarida e Raquel Trindade que tanto batalharam, atraves do Teatro Popular Brasileiro de solano e do Teatro Popular Solano Trindade fundado por sua filha e nossa mestra a partir do falecimento do patriarca da Familia Trindade.

 

Conte um pouco da relação da Raquel Trindade com o Maracatu!

Minha mãe praticamente nasceu com o Teatro Popular Brasileiro, que se desenvolvia a partir da década de 30, minha avó dona Maria Margarida Trindade mesmo sendo presbiteriana praticante, ensinava a ela as danças tradicionais do nordeste, o côco e os guerreiros de Alagoas, o pastorio e o maracatu do Recife, estas manifestações tão em voga hoje em dia, faziam parte não só das vivências de Dona Raquel pelas ruas de sua terra natal, mas tambem dos ensinamentos que vinham desde seu avô Manoel Abílio que era Mestre de Pastorio no Recife. 


68326289 2337867639794454 7198989384283062272 nComo foi o processo de organização, qual a expectativa para o festival?

A expectativa inicial era encontrar os familiares, e os grupos de dança que são comuns ao cotidiano do TPST, mas de repente todo mundo queria estar comemorando com a grande festeira Raquel o seu aniversário, e a festa cresceu muito rápido e se transformou no Festival Raquel Trindade, com muitos grupos de Maracatu, bandas, poetas, e atores, todos vindo de coração para alegrar nosso encontro. A gente convidava as pessoas para virem festejar e elas perguntavam, tá, e nós vamos fazer o que na festa? Workshop? aula aberta? Apresentação? Performance? É só dizer...E aí nos fomos dizendo e vai ter de tudo um pouco.

 

Dá para explicar o porquê dessa relação tão forte da família Trindade com a arte?

Meu bisavô, como já disse, era Mestre de Pastorio, meu avô, o grande poeta Solano Trindade, minha mãe pintora, folclorista e artista multimídia, meu filho mais velho Marcelo Tomé, formou-se em administração só pra cuidar de arte e da família artista, o segundo é o rappper, escritor e poeta Zinho Trindade, o terceiro Manoel Trindade é formado em produção musical, é baterista, percussionista e professor, minha filha Olimpia é artesã, minha filha Maria Trindade é cantora e está se graduando em cinema, minha filha de 15 anos Giulia mora e nasceu longe, lá na Alemanha e se mantém integrada, quando chega está em todos os espetáculos. Eu Vitor da Trindade, pai e marido desta gente, sou músico, escritor, professor de cultura afrobrasileira. É mais ou menos como aquelas famílias de milionários que o cara quando nasce já está rico. Somos herdeiros, talvez nossos tataravós tenham sido griots, ou djelis, ou sobas de algum lugar do continente africano e nos estejamos apenas dando continuidade natural como deve ser nestes casos de cultura transmitida através da oralidade.

Axé Odara!


Edições anteriores
Envie seu evento
Conheça nossos pontos de distribuição
Quem Somos
Entre em contato
Marca da Agenda
Expediente
                       
               Patrocínio Apoio Realização
     
 Fundação Casa  Itaú Cultural